Old Dragon: Ur - O presente

Greatings comrades and maidens!

Depois de um majestoso show do Metallica, vamos continuar com a apresentação do meu cenário de campanha para Old Dragon: o mundo de Ur.
Lembro-vos que estou postando aos poucos este trabalho aqui no blog pra ter uma ideia geral do cenário, e também para angariar sugestões e mais ideias ao pequeno mundo de Ur. Então, continuando a descrição, entenderemos agora como ficou a situação nos dias atuais.


O Presente

Depois de séculos, os humanos dominaram rapidamente Ur, e depois de tomar o poder dos anões, já detinham o controle de todas as terras de verão. Com o passar dos anos, a falta de trabalho das outras raças levou os líderes humanos a escravizar as raças selvagens, causando um racha em sua comunidade, onde os que eram contra essa decisão partiram para as terras de primavera fundando novos territórios, mais pacíficos. Esses novos domínios reconciliaram-se com anões, elfos e halflings, permitindo que estes vivessem entre eles. E neste ponto, os governantes das terras de verão decidiram tomar as terras de seus irmãos, iniciando as primeiras guerras entre os humanos. 
Depois de anos de guerra, sem que soubessem, um mal havia despertado nas terras de inverno. Era Sultur, o Rei Morto-vivo, que lançava seu exército contra todas as criaturas vivas de Ur. A última aliança entre humanos e outras raças aconteceu aqui. Sultur foi derrotado e a paz voltou a reinar em Ur. Os impérios concentraram-se nas terras de primavera, e as terras de verão e outono foram consideradas livres. 
Na época atual, vários impérios espalham-se por Ur, sejam bons ou maus. As terras de verão e outono tornaram-se hostis novamente, onde suas cidades estão recheadas de corrupção, bandidagem e mortes. Os mares estão infestados de piratas que prejudicam o comércio, e Sibila, a Rainha Pirata do Mar da Agonia não responde a ninguém senão a ela mesma. E no frio do inverno, um mal renasce novamente, tecendo planos para uma nova conquista.


E aqui segue o mote principal do cenário:

Sultur foi derrotado, a Batalha das Quatro Estações foi vencida. Ur está novamente em paz. O Povo das Terras de Primavera pela primeira vez olha além de suas fronteiras, estabelecendo rotas comerciais, renovando laços entre suas culturas e trazendo prosperidade para a região. Mas ainda há muito perigo, e das fortalezas nas Montanhas Negras de inverno até as profundezas escuras e corruptas do Sankharaba, uma escuridão espera, recuperando sua força, elaborando seus planos e lentamente, estendendo a sua fria e congelante sombra.

Confira os outros posts que descrevem o cenário:

Um comentário: