Salve a princesa, o dragão e a sua mesa - Parte I

Há mais ou menos um ano pra cá tenho me interessado bastante por cinema e não apenas nos filmes em si, mas também na forma de como estes são feitos, principalmente no âmbito da historia em si e do roteiro. Foi a partir desse interesse e no estudo feito em livros e em sites, muitos deles de cinema mas muitos também de RPG, que achei uma estrutura de preparação de aventuras, sejam elas longas ou curtas, que consegue levar as minhas aventuras de RPG a  um ritmo que meus jogadores tem apreciado bastante.


Tal estrutura é hoje usada em praticamente todas as midias de grande sucesso, ate mesmo o atualmente famoso G. R.R. Martin, se utiliza do seu passado de roteirista e da sua experiência em Hollywood para por esta estrutura em seus livros e como leitor da obra confesso que deu muito certo.

O que vou falar aqui não é nenhuma novidade, ja foi abordado pelo conhecido Tio Nitro aqui, ou mesmo em inglês aqui! Porem, tentarei dar uma maior ênfase aos estágios no decorrer dos posts, e em como esta “formula” pode ser usada para qualquer sistema, cenário ou jogo, do terror a comédia.
Bem vamos ao que interessa, todo filme ou seriado utiliza não só uma boa historia, mas tambem um roteiro que vai fazer com que, quem assista entenda e goste do filme, uma historia boa não garante um filme bom, para o RPG isto é exatamente a mesma coisa, uma ideia muito foda, não garante que seus jogadores apreciem se voce não encontrar a melhor forma de atrai-los e deixa-los sentados na beira da cadeira. 
Portanto, para resolvermos esta questão trabalharemos como Hollywood, que  basicamente  trabalha com um roteiro dividido em três atos e cada ato terminando com uma reviravolta, mostrarei os atos e como eles são basicamente divididos:

  • Primeiro Ato
    • Preparar para a Ação
    • Nova Situação
  • Segundo Ato
    • Progresso
    • Complicação
  • Terceiro Ato
    • Esforço Final (Climax)
    • Conseqüências


Nos próximos posts descreverei cada divisão, o tempo com o qual a estrutura melhor funcionou para mim e tentarei por exemplos vividos na mesa para aqueles que se interessarem. 


-------------------

So say we all

Nenhum comentário:

Postar um comentário