Guia para o Guerreiro Principiante: A Irmandade do Aço

Um cavaleiro entra em batalha em seu cavalo de confiança. Um espadachim detendo hordas de monstros agressores com sua espada flamejante. Um arqueiro furtivo caindo nas garras de inimigos insuspeitos... este é o material da aventura que se joga. Não é surpresa que o guerreiro seja o personagem mais jogado no AD&D.


Existem muitas razões para isso. Possivelmente a mais óbvia seja a simplicidade da tarefa do guerreiro, pelo menos em sua forma mais básica. Afinal, atingir monstros com espadas, machados e maças, ou acertando-os em cheio com flechas, não exige necessariamente muita reflexão da parte de um jogador. Portanto, a classe dos guerreiros é ideal para jogadores novatos ou aqueles que simplesmente preferem um estilo direto de jogar que muitos guerreiros adotam.
Será que isso significa não existir nada mais para conduzir um personagem guerreiro além disso? Não a longo termo. Com muitos elementos do jogo AD&D, as possibilidades para os guerreiros são nada mais do que infinitas, começando com a criação do personagem.


Valores de Habilidade: enquanto qualquer guerreiro vai querer valores altos em Força e Constituição, uma Destreza alta também é muito importante, especialmente para os arqueiros. Mas é com os três valores de habilidade remanescentes que o jogador pode realmente começar a caracterizar o seu guerreiro.
Personagem com valores baixos de Inteligência, Sabedoria e Carisma são seguidores, não líderes. Ele ou ela podem ter um coração de ouro ou um coração empedernido, mas el qualquer caso o guerreiro pode ser facilmente manipulado pelo seu (sua) companheiro (a) de grupo.
Em oposição, um personagem com um alto valor de Inteligência tem frequentemente a voz mais ativa em quaisquer planos que o grupo faça, devido ao seu grande conhecimento de táticas e experiência no uso de estratégias para superar adversários. Da mesma forma, um guerreiro planeja seus ataques cuidadosamente e sempre calcula os detalhes antes de entrar em combate, frequentemente deixando seu inimigo desequilibrado com manobras inesperadas.
Naturalmente, este tipo de guerreiro vai estar constantemente atento para uma chance de estudar uma arma nova ou testemunhar as técnicas de um mestre combatente.
Um guerreiro com um alto valor de Sabedoria é dotado de uma saudável dose de senso comum. ele ou ela não irão agir impulsivamente, ou correr para situações sem solução, e saberão quando parar de lutar para retomar a batalha no dia seguinte. Rangers e paladinos sempre terão valores de sabedoria acima da média.
Personagens com baixo Carisma terão de deixar suas espadas falarem por si; em oposição, um guerreiro com um Carisma alto acha fácil causar uma boa primeira impressão. Em outras palavras, um personagem desse tipo é frequentemente capaz de usar boa aparência ou charme para fazer outros se tornarem mais simpáticos à ideia de seguir sua liderança.
Portanto, guerreiros carismáticos não só são populares com membros do sexo oposto como também tomam o controle de todo o grupo.


Perícias: a cuidadosa seleção de perícias para um guerreiro pode facilmente estabelecer um personagem único. A seleção de perícias que não envolvam combates, tais como natação, navegação ou marinhagem, podem ser facilmente usadas para criar um personagem do nível de um pirata ou desbravador viking. Um jogador que deseje que seu guerreiro se torne um lutador aristocrático, deve optar pela etiqueta, esgrima e heráldica; o que for conduzir um ranger precisa escolher senso de direção, fazer fogo e preparo de armadilhas. 
Com uma seleção cuidadosa de perícias e a compra de equipamentos adequados para compor o conceito do personagem, todo jogador pode criar um combate além de sua imaginação.

Extraído da Dragon Magazine nº1, Abril Jovem, 1995.

Nenhum comentário:

Postar um comentário