História Completa do D&D: Parte 5

Saudações!

Depois da tempestade vem a calmaria. Após sair brilhantemente da crise da empresa, o pai de todos, Gary Gygax pede as contas e entrega os pontos na mãos de uma mulher (não, não vá pensar que ela fez cagada logo no começo, foi mais pro final mesmo). Sem mais brincadeiras, continuamos nossa saga.

1986/1990 - Mudança entre os poderosos chefões

Em 1986, Brian Blume decidiu deixar TSR de vez e vender suas ações para Lorraine Williams. Gygax tentou impedir este movimento e levou o assunto ao tribunal - e perdeu. Cansado das batalhas no mundo dos negócios e sua vida privada (ele estava no meio de um divórcio), Gygax desistiu e vendeu suas ações da TSR. O acordo Blume-Williams foi fechado, e Lorraine Williams, neta do homem que apresentou Buck Rogers ao mundo, até então uma completa estranha para a indústria de jogos RPG, controlava a maioria das ações da TSR e, portanto, da propriedade da empresa para os próximos doze anos.

1987 - Outro grande sucesso: O cenário de campanha Forgotten Realms

Depois que Lorraine Williams assumiu o controle da empresa, a TSR imediatamente começou dois grandes projetos.
Eles adquiriram os direitos para a campanha de um jogador canadense, que havia desenvolvido uma campanha de fantasia enorme e muito detalhada ao longo dos anos. O jogador tornou-se designer-chefe para a nova campanha mundial - seu nome era Ed Greenwood e sua campanha que chamava-se Forgotten Realms foi lançada em 1987. Ela se tornou a maior, melhor e mais popular campanha de todos os tempos a ser lançada para o AD&D.

 
O segundo projeto envolveu a criação da nova edição de AD&D. Mesmo antes de Unearthed Arcana ser lançado em 1985, falava-se de uma revisão do AD&D. Em 1986, uma pequena equipe de design (Steve Winter, James M. Ward e Jon Pickens), sob a liderança do lendário David "Zeb" Cook, começou a trabalhar nesse projeto enorme.
A idéia era escrever uma versão avançada do jogo com base nas regras da primeira trilogia dos três livros básicos, incluindo o Unearthed Arcana, e enriquecido com a experiência e o conhecimento que os anos trouxeram.
Em 1987, Lorraine Williams tinha eliminado a dívida da TSR e registrou um lucro de mais de 1 milhão de dólares.
Em 1988, adquiriu a licença de jogos de computador SSI para AD&D. Esta empresa gerou uma série de jogos de computador lendários, começando com Pool of Radiance, em 1988. Os jogos eram em sua maioria para Forgotten Realms e Dragonlance, mas no início dos anos 90 a SSI produziu também para outros cenários de campanha da TSR. Tudo somado, a parceria SSI/AD&D pode ser considerada como um dos mais bem-sucedidos jogos de RPG dos anos 80 e da primeira parte da década de 90.

1989 – A Liberação da Segunda Edição


Em 1989, a 2ª Edição do AD&D foi lançada. A presidente da TSR, Lorraine Williams, elogiou o ano como: "um ano marcante para a TSR. O lançamento do AD&D e de toda linha de produtos da 2ª Edição recebeu a aceitação do consumidor muito além dos nossos sonhos [...]. Nos últimos oito meses, TSR vendeu centenas de milhares de livros AD&D 2ª Edição de capa dura e produtos básicos, incluindo recorde de números de Players Handbook, Dungeon Master Guide e Monstrous Compendium [...]". 


No mesmo ano, o quarto cenário de campanha oficial foi lançado. Jeff Grubb, co-criador de Forgotten Realms, escreveu uma bizarra campanha de "fantasia no espaço", com navios que navegavam através de esferas de cristal e outras loucuras - a campanha Spelljammer nasceu.
O conceito era de vincular as três campanhas já existentes e impulsionar as vendas de Greyhawk, Dragonlance e Forgotten Realms. Estratégia questionável, pois quatro anos depois, Spelljammer foi interrompido. 


Mais bem sucedido foi Ravenloft, lançado em 1990. Baseado no sucesso de Tracy Hickman no módulo I6 - Ravenloft , de 1983, juntamente com o designer Bruce Nesmith, o objetivo foi escrever uma campanha de horror gótico para embarcar o mercado da TSR num segmento de horror ainda intocado. Esta iniciativa tornou-se um sucesso e assim a TSR continuou a liberar o material até 1996 quando uma nova edição atualizou e tornou Ravenloft ainda mais coeso.

No próximo capítulo: cenários, cenários e mais cenários...e card games!

Um comentário:

  1. Mto bacana a história do D&D! Tô ansioso pra v a próxima parte!

    ResponderExcluir