História Completa do D&D: Parte 1

Saudações camaradas e donzelas!

A partir de hoje vou postar aqui uma série que vai apresentar uma versão bem completa sobre o início do D&D. Tentarei mostrar com muitos detalhes todos as glórias e também os percalços que envolveram não só a história do jogo mas também de sua editora primeva e também de seus autores. E que meu amigo Rafael Beltrame me corrija em meus equívocos. Que se inicie a jornada...

1966 - O embrião guerreiro de 0 nível

Tudo começou quando E. Gary Gygax (pronuncia-se: gui-GAX) e outros wargamers fundaram o Lake Geneva International Federation of Wargamers (algo como a Federação Internacional de Jogadores de Jogos de Estratégia de Lake Geneva, Wisconsin, EUA) em 1966.


Len Lakofka lembra o domingo depois de GenCon I (1968):.. "No domingo seguinte, tiramos a manhã para limpar o salão. Depois disso, fomos convidados a desenvolver um conjunto de regras para miniaturas medievais que Gary estava trabalhando. Ele tinha uma grande coleção de figuras Elastolin 40mm, e as usamos para o playtest das regras. Acredite ou não, este foi o início do jogo Dungeons & Dragons". Essas regras escritas à mão, juntamente com as mudanças, adições e exclusões, tornaram-se um conjunto mais elaborado para o evento do próximo ano. "(Retirado do prefácio do livro L3 – Deep Dwarven Delve). 


A partir desta base originou-se o Chainmail, um conjunto de regras para combate individual e também de massas com elementos de fantasia adicionais. O jogo foi lançado por Don Lowry's Guideon Games em 1969. Seus autores, Gary Gygax e Jeff Perren, introduziram o conceito de apenas uma miniatura que representava um indivíduo. "Este conjunto de regras permitia que uma figura representasse apenas um 'homem' e não um exército foi a descoberta fatídica que levou à criação do primeiro role-playing game." (Gary Gygax no livro Role-Playing Mastery). Isso ainda não era a “interpretação”, mas o primeiro passo para sua definitiva criação.

1970 - A conexão Gygax-Arneson

Em 1970, Dave Arneson havia desenvolvido um cenário de wargame, em que um grupo de aventureiros haviam sido sitiados. Eles então teriam que escapar pelas masmorras sob o local do cerco e encontrar uma porta de saída. Nesta masmorra, ao invés de soldados inimigos, eles encontraram um dragão e outras criaturas fantásticas. 


Um ano depois, na GenCon 4, Arneson e Gygax se encontraram e Gygax jogou na campanha ArnesonGygax já havia incluído material adicional abrangendo elementos de fantasia em seu próprio conjunto de regras, o Chainmail, que foi reimpresso e atualizado em 1972

Gygax sugeriu então a colaboração, e Arneson concordou. 

O resultado desta colaboração foi um manuscrito, que tinha sido enviado por Gygax a um pequeno grupo de wargamers na área de Lake Geneva em 1972. Um ano depois, Gygax estimava que "cerca de 200 pessoas tinham ouvido falar do novo jogo" (Gygax no livro Silver Anniversary Collectors Box, 1999).

Foi Gygax que surgiu com um nome para as novas regras. Conta-se que, depois de fundar a Castle & Crusade Society para a International Federation of Wargamers, ele então decidiu que o nome do novo jogo também deveria se consistir de uma combinação de dois substantivos. Ele fez uma lista de palavras e pediu a sua família o conselho, sendo o resultado Dungeons & Dragons. "Algumas das combinações rejeitadas tornaram-se títulos para os meus próximos suplementos". (Gygax em Silver Anniversary Collectors Box, 1999).

Na próxima parte: o surgimento da TSR e do primeiro RPG do mundo.

4 comentários:

  1. maravilha! otimo ter essas historias em blogs. valeu cara

    ResponderExcluir
  2. O esforço tá sendo grande meu amigo. Dividindo trabalho entre blog e Ur.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom!!!
    Ansioso pela segunda parte
    :-)

    ResponderExcluir
  4. Excelente trabalho. As referências bibliográficas que citou mostram que procurou ler sobre o assunto e se trata de um trabalho muito sério. Vou anunciar esse post no próximo RPGames PodCast.

    Parabéns!

    ResponderExcluir