Crônica de Santa Helena: personagem Maximiliano "Max" Brunello

A história antiga

Minha família decende de antigos comerciantes marítimos da província de Veneza, na Itália. Desde os primórdios do século XII até meados do século XV, acumulamos experiência e principalmente dinheiro. Com a decadência do comércio marítimo italiano mudamos para França onde meus antepassados fundaram o Banco D'Italia e multiplicaram sua fortuna. Após um grande período resolveram voltar, mas o verdadeiro motivo foi o desaparecimento misterioso de Giorgio Brunello, diretor do banco na época e meu bisavô. Ao voltarmos para Italia abrimos uma filial do banco na cidade de Vicenza por motivos óbvios, a cidade estava repleta de joalherias e sua população enriquecia rapidamente.
A minha história

Nasci no ano de 1607, até os sete anos fiquei com meus pais, mas por conta de uma promessa realizada logo após a desaparecimento de meu bisavô, fui enviado a um seminário, por ser o primeiro bisneto homem a nascer. Depois de dezenove anos de estudos e já com uma grande influência no clero, recebi uma visita incomum, um homen de idade bem avançada dizendo ser meu bisavô. Achei que seria mais um louco ou alguem querendo se aproximar devido ao dinheiro de minha família, surpreendi-me quando vi que aquela figura seria idêntica a pintura a óleo que ficava na parede do banco. Uma sensação de facínio tomou minha alma e em seguida entrei em um expécie de sono e quando acordei parecia que havia dormido por anos, um êxtase misturado com uma fome monstruosa que tomou minha mente. Então aos vinte e seis anos descobri que havia vida após a morte, ou não vida ou algo assim. Meu senhor Giorgio Brunello, meu próprio bisavô, me transformou no que sou hoje, um vampiro. Tive um bom mentor que por décadas me ensinou tudo o que precisava para seguir o meu caminho e ainda como continuar os négicios de minha família. Nunca me desliguei da igreja, pois não havia lugar melhor para obter informações e compartilhar alguns segredos.
Por volta do ano de 1853 fomos descobertos pela inquisição da igreja católica, onde meu senhor foi morto em uma emboscada. Tomado por um ódio que nunca havia experimentado antes, destrui a todos e incendiei a igreja. Desde então fui declarado inimigo da igreja e estou sendo caçado, por isso resolvi mudar para a América.
Chegando, apresentei-me e como de costume e fui aceito pelo meu clã. Estive em varias cidade e até outros países, mas há aproximadamente 40 anos vivo, ou melhor moro, na cidade de Santa Helena, uma metrópole perto de Los Angeles. Continuo por trás dos negócios da família dos "Brunellos", tenho uma confortável cobertura no centro perto de um cassino e assim vou "vivendo" a minha não vida sempre a espera de algo e mantendo as tradições com pulso forte...

Um comentário: