Semana SciFi: Eclipse Phase

Olá irmãos de armas. Após semanas de coma induzido (leia-se provas), estou de volta e com uma vontade enorme de comentar RPGs de ficção científica. Começaremos então com o top do momento: Eclipse Phase.
Eclipse Phase se passa em um mundo cerca de 120 até 150 anos no futuro. Nesta época, foi criada uma rede de defesa e contra ataque dos Estados Unidos baseada na utilização de uma inteligência artificial com capacidade de se auto aprimorar e foi posta em atividade, chamada de T.I.T.A.N. Mas algo aconteceu e ela se tornou auto suficiente, e pouco tempo depois a queda começou (The Fall). Os T.I.T.A.Ns se descontrolaram e começaram uma guerra contra a humanidade. Os bilhões de humanos no planeta Terra foram quase que completamente dizimados, boa parte deles fugiu para o espaço (já colonizado parcialmente). Até que as máquinas simplesmente pararam e abandonaram o sistema solar misteriosamente, deixando para traz um planeta Terra devastado e povoado com máquinas de guerra muito perigosas.
Assim, a Terra deixou de ser o principal lar da humanidade, o sistema solar foi quase que completamente colonizado, do onipresente Sol até o distante Eris. A capacidade de uploading (gravar todas as informações de um cérebro humano e transportá-la para um software) da mente humana em tempo real garantiu uma certa imortalidade para a mesma. Inteligência artificiais estão em toda a parte, mas agora restringidas e observadas para impedir que ocorra uma outra Queda. Fizemos contato com uma raça alienígena, os Factors, mas suas verdadeiras intenções e origens ainda são um mistério. Descobrimos estranhos portais, os "Pandora gates" por onde os T.I.T.A.Ns possam ter se expurgado, e com eles começamos a explorar outras estrelas. Na nossa urgência de repopular a humanidade criamos uma geração de humanos em laboratórios, com aprendizagem virtuais e crescimento acelerados, o resultado foi uma geração perdida, chamados "the Lost", com problemas psíquicos gravíssimos. Diversos grupos defendem seus próprios interesses. Entre esses interesses estão a transhumanização, IAs, Robôs, panhumanismos, animais amplificados, e uma nova variedade de preconceitos e lutas por direitos iguais. 
Organizações secretas lutam tanto para o bem da coletividade quanto apenas para o seus próprios benefícios criando uma guerra secreta em busca de tecnologias alienígenas. E no meio de tudo isso, uma terra devastada, infestada de máquinas de guerra sencientes e isolada, nada entra e nada sai. Está criado um cerco isolacionista criado pelo medo do retorno dos T.I.T.A.N.s. No meio de tudo isso uma organização secreta e descentralizada luta pelo bem geral da humanidade, a Firewall. Ela lida com qualquer indicio de risco para a humanidade, interno ou externo. Os personagens jogadores são agentes dessa organização, lutando em uma guerra secreta contra inimigos quase-divinos em um mundo escuro e sombrio.
Eclipse Phase é um RPG de Ficção Científica publicado em 2010 pela Catalyst Game Labs e pela Posthuman Studios. recebeu o prêmio Origin Awards por Melhor RPG de 2010, além da Medalha de Ouro no Ennie Awards de 2010 nas categorias de Arte de Capa e de Texto. É um livro de 400 páginas, com uma quantidade impressionante de informação espremida nele. O incrível é que a leitura de Eclipse Phase não é cansativa. A arte interna e layout, são elegantes e eficientes, capazes de informar bem e sugerir o clima correto do jogo. O jogo utiliza um sistema de porcentagem (D100) como regras de fácil entendimento, apesar de muitos termos científicos e futuristas serem de difícil entendimento, você acaba se acostumando.
E o melhor disso tudo? Eclipse Phase foi lançado sobre uma licença Creative Commons que lhe permite compartilhar o PDF de não tiver ganho financeiro. Então o que está esperando, procure por um nos confins da internet.
Abraço.

Imagens retiradas da internet.
________________________________________________________
Dark Master: Jogador das antigas que resolveu dar uma mão aos criadores desta fúnebre sociedade. Que as larvas e vermes da podridão devorem suas mentes e que o oculto e obscuro lado negro das profundezas de suas almas venha a tona.

Um comentário: