RPG Nacional: Terra Devastada

Saudações camaradas. Parece que a Sociedade agora tem vários autores (ufa!!!). Bom, queria falar pra vocês sobre um novo sistema que está pintando por aí. É o Terra Devastada.
Saiba um pouco mais:


E se você acordasse pela manhã e descobrisse da pior forma possível que o mundo todo estava em pleno apocalipse? E se aquela gripe rara que estava se alastrando do outro lado do mundo tivesse chegado aqui, e que, de fato, não fosse uma gripe e sim uma doença misteriosa que converte as pessoas em zumbis famintos? E se você tivesse que passar o resto da vida se escondendo, sobrevivendo, apavorado, matando para não morrer? Em Terra Devastada você vai ter as respostas para todas essas perguntas.
Terra Devastada é um projeto de Role-Playing Game desenvolvido pela "A Casa de Plástico Game Design". A principal intenção do projeto é desenvolver um sistema de RPG para emular as mais diversas histórias sobre zumbis. 
Pode-se dizer que o sistema é letal e totalmente voltado para interpretação, além de tratar os conflitos físicos, mentais e morais de forma bem intuitiva. É um jogo perigoso, sobre escolhas e conseqüências dessas escolhas. Em resumo, Terra Devastada, possui um cenário de horror perfeito para suas histórias mais dramáticas sobre zumbis e um sistema solto, intuitivo, divertido e desatrelado a concepções pré-definidas. 

Achei muito legal a premissa usada, apesar de vermos este tema todos os anos no cinema, televisão, videogames e quadrinhos, ele nunca se gasta, apenas se renova. E além disso boas idéias e iniciativas como esta é que precisamos para o RPG no Brasil.
Para conhecer mais, acesse: http://terradevastada.blogspot.com/
A imagem é de propriedade da A Casa de Plástico Game Design e foi usada apenas ilustrativamente.
_______________________________________________________
Loco Motive: apesar do pessimismo extremo (o mundo vai acabar em 2015!), mestra campanhas desde 1992. Depois de passar por vários sistemas, entre eles World of Darkness, GURPS, Tagmar, Arkanun (o primeiro), Castelo Falkenstein, Desafio dos Bandeirantes e sistemas próprios, não separa-se do maior de todos e independente da edição: o Dungeons & Dragons. Mas seu queridinho continua sendo o AD&D.

Um comentário:

  1. TD é uma das grandes apostas do RPG nacional. Seus sistema invador e totalmente interpretativo/dedutivo me agradou muito e permite liberdade para qualquer jogo.

    Espero que o John Bórgea deixe o sistema aberto para todos!

    ResponderExcluir