Forgotten Books: Kult

Saudações camaradas e donzelas. Apresento-lhes o máximo em horror psicológico: Kult.
Com certeza, um dos RPGs mais adultos e pesados já publicado. Criado por uma empresa sueca em 1991, este livro continha temas polêmicos como feitiçaria, Nova Era, loucura, maldições, drogas e satanismo. Seus personagens são mercenários, cultistas fanáticos, serial killers, anjos, demônios, corintianos e outras criaturas. 
O mundo de Kult baseia-se na idéia de que toda a realidade em que vivemos é uma farsa arquitetada por um deus titânico. No princípio éramos todos deuses até que o Criador (Demiurge), criou o mundo como o conhecemos e aprisionou toda humanidade nele, reforçando as paredes desta prisão utilizando mitos e lendas afim de esconder a "verdade". Mas desde o século XVIII, estas paredes estão ruindo e se dissolvendo. Os antigos mitos estão sendo questionados, destruindo aos poucos as barreiras entre o falso e o real. Lugares como hospícios, casas antigas e campos de concentração servem de ponte entre as realidades; e esses pontos ligam tudo a Metrópolis, a cidade original de onde todas as outras surgiram. O terror pode emergir de onde menos se espera, seja através de um espelho que cede passagem para o inferno, ou por trás de um demônio disfarçado de corintian...quer dizer, mendigo. Em Kult, nada é o que parece ser. 
Os jogadores então interpretam pessoas comuns no século XX, subitamente em contato com acontecimentos bizarros. E o objetivo é apenas um: manter a sanidade e sobreviver!
Kult pode ser dividido em três partes:
  • A Mentira: descreve o mundo de jogo e os personagens, que ainda desconhecem a "farsa". Na criação de personagens você escolhe atributos básicos e vantagens e desvantagens, além de Segredos Sombrios que fazem seu personagem único. Mas lembre-se, este é um jogo adulto e o processo de criação do personagem pode levar horas a fio.
  • A Loucura: apresenta o primeiro contato com o sobrenatural. A loucura é o principal fator de peso em Kult, e os personagens estão sempre a um passo da completa demência. Além de mostrar as regras do jogo, como uso de magias, combates, rituais e até perseguições de carros. O sistema utiliza principalmente 1D20 para a realização de ações, que são rápidas e eficientes. Mas utiliza também D10 e D5.
  • A Verdade: capítulo exclusivamente do Mestre, mostra o despertar e a descoberta da verdadeira realidade. Aqui estão todos os segredos do jogo, como descrição das dimensões que estão escondidas de nossos olhos pela prisão de Demiurge.
Como Kult tem um clima pesadíssimo, todo um clima deve ser preparado numa sessão de jogo e jogadores mais experientes devem se dar melhor que novatos. Não há tempo para aquelas piadinhas infâmes e sobre a partida de futebol do último domingo. Pra saborear tudo que o jogo tem de bom, deve-se entrar de cabeça nele. Mas não vá querer sair fazendo rituais por aí, já que até as frases necessárias são descritas no livro. 
Monumental e fabuloso, Kult é indicado para pessoas adultas e experientes, não me levem a mal.

Imagem retirada da internet.
________________________________________________________
Loco Motive: apesar do pessimismo extremo (o mundo vai acabar em 2015!), mestra campanhas desde 1992. Depois de passar por vários sistemas, entre eles World of Darkness, GURPS, Tagmar, Arkanun (o primeiro), Castelo Falkenstein, Desafio dos Bandeirantes e sistemas próprios, não separa-se do maior de todos e independente da edição: o Dungeons & Dragons. Mas seu queridinho continua sendo o AD&D.

2 comentários:

  1. Fantástico!
    Já havia ouvido falar desse jogo antes(alguns anos atrás) e sempre tive curiosidade quanto a ele, mas nunca tive oportunidade. saberia dizer onde pode se encontrar o livro para download?(já que imagino que não seja mais vendido, ainda mais que, pelo que soube, sofreu várias perseguições)
    PArabéns pela matéria!

    ResponderExcluir
  2. No www.4shared.com você acha. Abraço.

    ResponderExcluir